sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Radical Total

O mundo tem umas coisas engraçadas. Atire a primeira pedra o homem que nunca arrumou confusão na rua porque olharam pra sua mulher ou mexeram com ela. Atire a primeira pedra alguém que nunca tomou as dores de alguém da família ou do grupo de amizade e foi tomar satisfação ou até mesmo arrumar a tal da confusão com a pessoa (e percebe-se, nesse caso, que a pessoa sempre escuta um lado só da história e toma como verdade absoluta).

Engraçado é como o ser humano é estranho! Essa semana uma dona de joalheria matou dois ladrões com um tiro certeiro em cada: um ladrão na cabeça, o outro no peito. Como estudante de engenharia não entendo muito da lei mas, como uma pessoa que vive em sociedade, eu conheço um pouco do que acontece na minha cidade.

Na minha cidade, você não anda a pé, se precisar ir a padaria da esquina, você tira o carro da garagem pra não ir "vacilando". Na minha cidade, você não anda de bicicleta porque, certamente, é alvo facil para pegar um tiro ou apenas ser roubado mesmo. Na minha cidade, você não tem um lugar para sair com a namorada ou família em que você diga: EU VOU LÁ PORQUE É SEGURO. Isso não existe aqui, restaurantes, bares, botecos, bodegas, churrascarias, com ou sem seguranças, fechadas ou abertas, ACADEMIAS DE GINASTICAS, tudo está sujeito e já foram, sim, assaltados. 

Aí vem os ladrões, esses, matando ou não, com arma ou não, devolvendo os objetos ou não, são soltos SEMPRE. Aqui na minha cidade, eles são pegos, e apanham etc. Mas são soltos. Uma pessoa que passa uma semana presa apanhando e sofrendo abuso e voltando pra sociedade sem pagar, de fato, o que cometeu (as vezes roubando uma galinha ou as vezes por ter até matado alguém), vai voltar como? Se cometeu um pequeno delito, não vai achar certo tudo que passou por causa de uma besteira e vai o que, procurar emprego? O que cometeu um grande crime, viu que uma semana é muito pouco pra tudo que ele fez, e vai o que, fazer mais ou procurar emprego? Ah, não tem emprego! TEM emprego! No meu ramo, falta pedreiro, falta bombeiro, falta pintor, e é dificil recrutar alguém, por quê? Não serve? Balela!

Aí a polícia, engraçadinha também, me lembra minhas aulas de gramática, aquela coisa toda sobre SUJEITO OCULTO. Nunca vi uma coisa tão parecida, parecem sinônimos. A duas ruas da minha casa, tem um quiosque da polícia militar (na minha cidade), e há 2 semanas, uma senhora assaltada por dois rapazes de bicicleta na minha rua (lembrem-se, a duas ruas daqui) foi pedir ajuda lá e deu todas as características. Escutou a seguinte resposta: "Minha senhora, não dá pra sair daqui não porque não tem nenhuma viatura e não vou deixar o quiosque sozinho aqui". Engraçadinho não? Continuando a historinha do sujeito oculto tem, ao lado do edificio da minha noiva, um predio comercial. Nesse predio comercial existe uma rampa que fica em frente a janela da minha noiva, e o que a gente vê lá de madrugada? O carro da polícia com todos os policiais dormindo enquanto deviam fazer a ronda da madrugada. As 5:30 eles ligam o carro e vão embora. Será que a gramática falava da polícia em SUJEITO OCULTO?

Aí vem a história engraçada do mundo, a mais engraçada. A mulher que matou os assaltantes, tá sendo processada e tão querendo prendê-la de qualquer jeito. As pessoas estão indignadas com essa justiça com as próprias mãos. E a justiça divina? Eu vou julgar ela? Quantas vezes eu esqueci a justiça divina com a pessoa que olhou pra minha mulher e quis e até fiz justiça com as próprias mãos? Quantas vezes eu esqueci a justiça divina e até a coerência pra ir defender um primo sem nem escutar a história do outro lado tentando fazer as justiças com as próprias mãos? O que me difere tanto dela? E se o ladrão fosse da minha família?

Uma pessoa que usa seu dinheiro para comprar uma arma ao invés de comprar latas e latas de leite pro seu filho, é humano? Tá desesperado? Não! Tá mal intencionado. Ele comprou a arma apenas pra intimidar? Será? É só olhar no pente se não tem bala, quem quer intimidar não precisa de bala. A pessoa que fez isso para cometer um crime premeditado, com a intenção de destruir um bem alheio, provocar caos na sociedade ou até tirar vidas, não pode ser HUMANO. E muito menos pode-se lamentar se o feitiço virou contra o feiticeiro.

Você tem um bebê, um filhinho lindo, saudável, fofo. Um assaltante vem tirar ele de você, com uma arma em punho sem perceber que tá sendo alvo fácil  e está na sua mira(você com uma arma na mão e porte dela). Você chama a polícia ou espera Deus fazer justiça?


5 comentários:

Alexandre Sopas disse...

Essa mulher deve ser detida sim pra duas coisas apenas:
1 - Dizer onde foi o curso de tiro;
2 - Receber uma medalha!

Ná. disse...

Nossa, eu tava discutindo isso indagora com meus pais e tios (isso foi extamente a alguns minutos atras - 13:00h) e bixoo o mundo realmente tah perdido.. nós discutiamos sobre pena de morte e acabou caindo na conversa o topico estupro, parece que um pai estuprou as 2 FILHAS. Gnt pelo amor de Deus um monstro que afz isso com suas próprias filhas é capaz de qualquer coisa, esse caso aii da mulher que atirou, é um absurdo alguém querer botar essa mulher na cadeia.. como tu falou a gnt tah ouvindo só um lado da hst, o lado da mulher que matou, mas sinceramente ouvir o lado de 2 dois bandidos que entraram e atiraram em uma garota de forma covarde não dá. Portanto ela deve receber a medalha e virar garota propagando do curso que ela fez.

beijOO

ps: queremos o 'gritandocalado' nos jornais!
iuuuuuuuu

acho que sim, penso que não disse...

Fabuloso.
sem mais palavras!

Giovana disse...

É tudo uma questão de falta de princípios...e isso, não tem jeito. É por isso que eu custo, mas custo a acreditar que as pessoas tem algum "jeito" nessa vida.
Ninguém "tem jeito", mas a gente faz o melhor que pode.
E concordo com a medalha!

Giovana disse...

Heyyyy, agora eu tb sou um ser com um blog.
Me visita.
Bjos.